domingo, 27 de julho de 2014

Como ser Derrotado em 7 Lições

7x1 para o time adversário.
Um baque quase letal numa torcida e numa seleção que, além de serem os anfitriões da Copa do Mundo, carregam o título de “País do Futebol”. Mesmo ainda na frente de todos com seu pentacampeonato, o Brasil sentiu a derrota. Esse sentimento foi expresso com lágrimas e muita “zuera” nas redes sociais.
Na partida de futebol em que vivemos, não importa quão bom você seja, é MUITO fácil ser derrotado em campo. Mas ajuda saber de onde o time adversário ataca, certo?
Pois bem, carregado de simbolismo na Bíblia, e agora carregado de vergonha no futebol brasileiro, o número 7 é o escolhido para enumerar as 7 formas fáceis de ser derrotado nessa Copa das Copas que é a vida..


1 – Seja Individualista
Ahh a sociedade pós-moderna! Esse maravilhoso mundo onde você pode ser o que quiser e escolher o que quiser sem se preocupar com o que os outros vão pensar, focando na própria felicidade e fazendo o possível para alcança-la. Parece uma ótima filosofia, mas a forma como ela é pregada, torna a linha entre “foco” e “frieza” tão tênue que o individualismo torna-se a ruína de quem quer vencer na vida.
A pessoa acha que é especial em si mesma e por si só, e se estrebucha por não achar que precisa trabalhar COM e não contra os outros.
Mandar “Beijinho no ombro pro recalque passar longe” está na moda e parece otimista, mas é assinatura de derrota.


2 – Desafie o Técnico
Outra coisa que a sociedade pós-moderna ensina é “desafiar” o que foi preestabelecido. Ok, os questionamentos são coisas que nos ensinam a pensar, mas isso só é saudável com várias ressalvas e observações.
O problema não está em questionar, mas é que este “desafio” entrou num caminho que parece sem volta de negar um Criador que, além de ser real, se importa conosco.
Não importa no que você acredite ou o que você me diga, renegar o técnico do time só por que você acha as ideias dele ultrapassadas pode parecer revolucionário, mas além de ser uma ideia mais velha do que a avó do seu Madruga, fazer isso só prova o quanto a sociedade nos ensina a sermos prepotentes e autossuficientes a ponto de acharmos que, por termos estilo e jovialidade, somos melhores do que o técnico.

3 – Alimente-se com Fast-Food
Dieta rigorosamente adequada é o que mantém os melhores atletas fora de perigo de sofrer ataques e doenças surpresas, além de fazer com que seu corpo permaneça forte.
Se você quiser uma derrota, o terceiro “gol” do adversário se encontra em fazer as próprias vontades e comer batata frita e hamburger na hora que der na telha.
Hoje temos acesso a milhares de informações a um clique. Acontece que, assim como a comida de fast-food é rápida mas, não é exatamente saudável, a era da informação tem nos deixado superficiais e pouco críticos.
O pior disso tudo é que o alface e o tomate nos sanduíches gordurosos fazem com que pareça que estamos diante de uma refeição saudável. Vivemos numa geração que tende a saber de tudo, sem porém entender ou se aprofundar em nada. O resultado? Um monte de gente metido a sabichão, mas que só se alimenta de coisas vazias e sem sentido e corre o risco de ficar viciado em fast food e nunca mais conseguir se interessar pelo “feijão com arroz e salada”. Aí a desculpa pra falar sobre trivialidades e pensar mais em se divertir do que em se edificar, provavelmente será aquela de que já sabe de coisa demais. O que nos leva ao próximo item.

4 – Não Treine
Parece clichê falar que se você não treinar você vai perder, mas parece que tem gente que acha que treinar 10 minutos por dia basta e já está tudo ok.
Treino não é só repetição, é aprendizado, é exercício. E quando se trata da partida de futebol da vida, um diazinho que seja sem exercitar os atributos básicos – fé, amor, esperança, perseverança, oração, comunhão e confiança plena em Deus – pode ferrar com tudo.
Geralmente essa mania de não querer treinar existe por causa do próximo tópico.

5 – Seja Autossuficiente
Ao contrário do que o senso comum pode dizer ou o que a palavra imponente pode sugerir, autossuficiência é atributo dos fracos e não dos fortes. Fortes são os que têm humildade. Afinal, a humildade vem acompanhada de autoestima elevada e autoridade. Prova disso é Jesus: o cara era o mais humilde do qual já ouvi falar e em todo o seu ministério fica bem claro que sua autoestima era elevada, sua autoridade era forte e ele sabia exatamente quem era.
Mais importante: mesmo sendo Deus, confiava COMPLETAMENTE no Deus Pai.
A autossuficiência demonstra dificuldades de confiar em outras pessoas e egoísmo extremo, que nos remete aos itens anteriores de Não treinar, ser individualista e desafiar o técnico.

6 – Seja Inseguro
Em contrapartida, temos o outro extremo.
Humildade não tem absolutamente NADA a ver com insegurança. Assim como submissão a Deus tem mais a ver com firmeza do que com gente corda-bamba. Insegurança é fruto de falta de confiança no Pai e pouco autoconhecimento – fundamental para se entender e entender quem se é em Deus. A Bíblia diz que “o perfeito amor lança fora o medo” (tá lá em 1 João 4:18), portanto se você aprende a amar e ser amado, a insegurança está expulsa do seu modo de vida de vencedor. Aliás, falando em perfeito amor...

7 – Odeie o Adversário
Jesus manda a galera amar o inimigo.
Isso por que há outro princípio implícito nos discursos dele: Nessa partida de futebol – assim como nas outras – seu adversário não é exatamente seu inimigo. Vários jogadores do mesmo time acabam jogando na seleção rival à do outro quando são convocados para os Mundiais, e nem por isso se odeiam. Eles sabem separar as coisas e sabem a diferença entre contrato de times e amizade sincera.
Certa vez ouvi uma máxima a respeito de batalha espiritual e “amor aos inimigos” que dizia: “Nessa batalha, você não tem inimigos humanos, apenas prisioneiros de guerra”.
E a Bíblia concorda: “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” Efésios 6:12
Lembre-se sempre de que por mais que tenha sido consequência de escolhas próprias, uma pessoa que está do lado errado nunca deve ser tratada como seu inimigo mortal. Citando “Jogos Vorazes: Em Chamas”: lembre-se quem é o verdadeiro inimigo sempre.
Odiar seu adversário é selo de derrota na certa.

O Gol de Honra – A Grande Ilusão
Ah, claro. Não podemos esquecer o gol de honra.
Você vai dizer que só estou fazendo o placar assim por causa do jogo do Brasil contra a Alemanha (ou seria mais adequado dizer, da Alemanha contra o Brasil?... Enfim...).
O fato é que a realidade é mais ou menos assim mesmo. Jesus veio para que tenhamos vida e vida em abundância (João 10:10), mas a gente gosta é de se iludir e achar que “Já que estamos na pindaíba mesmo, vamos pelo menos fazer esse golzinho pra num passar em branco, né?”.
Acoooorda, Zé Mané. Deus em pessoa virou um de nós, desceu, padeceu e sofreu pra te dar a vitória e tu se contenta com o “gol de honra”?
Você se contenta com todas as falsas opções que o mundo te oferece e todo o brilho, sensações e sabor do hedonismo disfarçado de liberdade da sociedade pós-moderna e acha que está vivendo bem! Não se iluda meu chapa, o Gol de honra é a maior ilusão na qual você poderia cair.
Não se contente com a derrota quando alguém já venceu por você. É claro que você pode querer honrar sua própria conquista, mas daí eu já te avisei sobre autossuficiência, certo? Derrota na cara do indivíduo.

A verdade é que a filosofia de vida da real vitória é pouco popular, por que nela você tem que perder antes de ganhar. Mas a promessa é infalível: Se você se permite perder para ganhar em Deus, meu chapa, você é um genuíno vencedor!

“Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me;
Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á.
Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?
Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras.”


Mateus 16:24-27

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, anúncio ou sujestão para melhoria do nosso blog. Abraço!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...